O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) colocou à disposição do Gabinete de Crise do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) o Sistema Nacional de Localização e Identificação de Desaparecidos (Sinalid) para receber informações de pessoas ainda não localizadas em função do rompimento da barragem da Mina do Feijão em Brumadinho.

600 Brumadinho 3 FotosPúblicas 600Região atingida pelo rompimento da barragem de Brumadinho – MG. Foto: Isac Nóbrega/PR.

Reunidos em Brumadinho, a presidente do CNMP, procuradora-geral da República, Raquel Dodge e o procurador-geral de Justiça de Minas Gerais, Antônio Sérgio Tonet, além da Secretária de Direitos Humanos e do Secretário de Relações Instucionais do CNMP, Ivana Farina e Nedens Vieira (encarregados da integração institucional) acompanharam o trabalho que vem sendo feito por diversos agentes públicos e pela sociedade civil e criaram o endereço de e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. para receber informações a serem incluídas no Sinalid.

O gestor técnico do Sistema, servidor do Ministério Público do Rio de Janeiro André Luiz Cruz, já está em Brumadinho para garantir o pleno funcionamento da operação. Por meio desse endereço, a população pode enviar os dados dos desaparecidos , que serão objeto de cruzamento com informações de hospitais, IML, Delegacias de Polícia , Defensoria Pública etc..

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s