O Tecon Rio Grande, terminal de contêineres do Grupo Wilson Sons, no Rio Grande do Sul, está renovando o seu sistema de defensas. Com investimento de R$ 4 milhões, os novos equipamentos vão oferecer mais segurança e qualidade nas operações com navios do terminal. As obras foram iniciadas em janeiro e serão finalizadas em outubro.

TeconRioGrande

O modelo escolhido é dimensionado para receber os maiores navios de contêineres que navegam no mundo. Ele absorve a energia transmitida pela embarcação ao atracar e transmite praticamente a mesma força de compressão ao cais, o que garante maior estabilidade na operação. “A instalação das novas defensas é importante para recebermos navios maiores, atendendo a uma tendência do mercado”, ressalta Paulo Bertinetti, diretor-presidente do Tecon Rio Grande.

Bertinetti lembra que, no ano passado, o terminal implantou o sistema de gestão Navis N4 e adquiriu três novos STS (Ship to Shore Super Post Panamax) e oito eRTG (Eletric Rubber Tyred Gantry), no total de R$ 146 milhões de investimento. Para atender a esse novo pacote de guindastes, também foram comprados 42 caminhões e 18 semirreboques e contratados 80 novos profissionais.

Todo esse esforço vem repercutindo na eficiência operacional do Tecon Rio Grande. No primeiro semestre deste ano, o terminal realizou, em média, 75,49 movimentos por hora, a maior marca desde o início de sua operação, em 1997. “Ganham os nossos clientes, com uma operação mais rápida e segura”, ressalta Bertinetti.

Com mais de 20 anos, o Tecon Rio Grande é um dos mais importantes terminais de contêineres da América Latina. Opera as principais linhas de navegação que escalam o país e atende a cerca de três mil importadores e exportadores, tendo se tornado fundamental para o desenvolvimento econômico do estado do Rio Grande do Sul.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s