Com o avanço da tecnologia, a presença da inteligência artificial (IA) em diversos segmentos econômicos torna-se cada vez mais frequente. Por isso, diversas empresas ao redor do País investem cada vez mais nesta tendência. Uma delas é a Panalpina Brasil, uma das principais fornecedoras nacionais de soluções para a cadeia de suprimentos, que aposta em um novo sistema de IA dedicado ao mercado de comércio exterior.

Trata-se do e-Mix Analisador, uma plataforma de IA desenvolvida para apoiar a análise de dados da corporação, deixando-a mais ágil e diminuindo significativamente as chances de erros em meio ao processo. "Além disso, com essa ferramenta os colaboradores podem passar a se dedicar a outras atividades estratégicas, focando mais nos negócios e menos nos processos, enquanto o software faz toda a análise de dados de documentos como as declarações de importações, que possuem informações essenciais - como o país de origem dos produtos, a quantidade embarcada e detalhes sobre a armazenagem", destaca o gerente comercial da e.Mix, empresa responsável pelo desenvolvimento do programa, Márcio Rodrigues.

"Sempre em busca de inovações e atenta às últimas novidades tecnológicas disponíveis, a Panalpina Brasil decidiu apostar na nova ferramenta e saiu na frente do mercado, tornando-se a primeira operadora logística do País a oferecer esta solução como parte dos processos de desembaraço aduaneiro (DAD) da companhia", afirma a diretora de desembaraço aduaneiro da Panalpina Brasil, Elaine Inácio.

A executiva comenta ainda sobre os benefícios que a plataforma oferece. "Em junho, realizamos um período de testes e ficamos muito satisfeitos com os resultados. O programa analisou 177 processos de DAD com uma agilidade impressionante. Para avaliar essa mesma quantidade de processos de maneira manual, precisaríamos de 265 horas, ou seja, 33 dias, enquanto o software fez esse trabalho em apenas 3 horas e 41 minutos. Se calcularmos um tempo médio para cada análise individualmente, de forma manual seria necessário ao menos 1 hora e 30 minutos para concluir cada uma, enquanto pelo sistema apenas 1 minuto e 15 segundos. E o melhor, esta tecnologia já está disponível para todos os clientes", completa.

Para Rodrigues, essa é uma grande mudança de conceito em termos de análise de dados, arquivos ou documentos relacionados ao comércio exterior. "Com essa nova plataforma, haverá um enorme salto em relação ao atual formato de análise e registro de importações e de exportações, fazendo com que as análises de dados sejam muito mais rápidas, agilizando a entrada e a saída de mercadorias do Brasil", diz.

O gerente comercial da e.Mix pontua também o quanto é importante ter uma empresa como a Panalpina Brasil como parceira. "A Panalpina é uma parceira de longa data da e.Mix, com vários outros projetos bem sucedidos. Para nós, é fantástico tê-la conosco em um projeto de tamanho impacto para o comércio exterior brasileiro, pois é uma grande empresa, com uma visão de negócios muito apurada", finaliza.

 

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s