A Bosch, líder mundial em ferramentas elétricas e acessórios, começou a utilizar o Porto de Suape como porta de entrada de todos os produtos que chegam com destino ao novo Centro de Distribuição da empresa instalado no Cone Multimodal, no Cabo de Santo Agostinho. A instalação do empreendimento está ligada diretamente a atenção especial do Governo de Pernambuco para atrair novos negócios, gerando emprego e renda para a população local. Ao todo, foram investidos cerca de R$ 3,4 milhões no projeto.

Com as operações iniciadas em junho, este CD é responsável pelo armazenamento e distribuição da linha de ferramentas elétricas e acessórios das marcas Bosch, Skil e Dremel (essas duas últimas marcas do Grupo Bosch). São produtos como furadeiras, serras mármore, esmerilhadeiras, parafusadeiras, equipamentos de medição, ferramentas a bateria e micro retíficas que chegam para atender a demanda de todo o Nordeste e mais de 2.100 clientes.

As mercadorias estão chegando por cabotagem, que está sendo realizada entre o Porto de Suape e o Porto de Santos, conhecida no mercado como porta a porta. O percurso tem início em São Paulo, quando os contêineres saem fechados tanto da fábrica instalada em Campinas quanto do Centro de Distribuição localizado em Louveira e seguem para o Porto de Santos onde, depois, continuam a viagem em direção ao Porto de Suape. A carga é desembarcada no Tecon Suape e, posteriormente, chega ao CD da Bosch. A intenção da multinacional é trazer, em média, dois contêineres por semana e embarcar mais de 40 por mês. Cada contêiner pode carregar mais de 28 toneladas em produtos.

Este é o primeiro centro de distribuição regional da Bosch instalado fora do Estado de São Paulo e está alinhado ao projeto da companhia para descentralizar os seus CDs. A expectativa da empresa é obter aumento do volume de negócios em função da melhoria contínua dos processos e do melhor nível de serviço oferecido aos clientes do Nordeste. “O cliente já está percebendo uma melhora no serviço. Agora estamos mais próximos e podemos entregar muito mais rápido nossos produtos”, comentou Ricardo Cabral, supervisor de Logística da multinacional.

Incentivos estaduais
Os incentivos do Programa de Desenvolvimento do Estado de Pernambuco (Prodepe), comandado pela Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), foi um diferencial para atrair o negócio para o Estado. O Prodepe compreende um conjunto de incentivos fiscais direcionados para alguns setores da atividade econômica, entre os quais destacam-se: industrial, central de distribuição e importador atacadista. O armazém, que tem 1.995,52 mil m², comporta mais de 8 mil itens da divisão de Ferramentas Elétricas da Bosch e está, atualmente, com mais de 50% de ocupação. Com a instalação do CD, o tempo de espera dos clientes passou de 10 para três dias em localidades da Região Metropolitana do Recife. “Utilizando a estrutura do Porto de Suape, economizamos tempo e garantimos maior excelência em nosso serviço. O transporte marítimo é uma aposta confiável e economicamente rentável. Contar com a estrutura do Porto de Suape é um diferencial para fazer essa operação dar certo”, pontuou Ricardo.

A instalação do empreendimento em Pernambuco resultou na geração de novos empregos, trazendo de volta para o mercado de trabalho pessoas que estavam sem emprego. “Escolhemos Pernambuco considerando sua posição geográfica favorável, sua infraestrutura portuária e a disponibilidade de mão de obra qualificada”, pontuou Toni Cassaro, gerente de Supply Chain da divisão de Ferramentas Elétricas da Bosch América Latina.

Atualmente, o empreendimento conta com 45 funcionários diretos, com possibilidade futura de expansão. Sandra Gonçalves de Souza, uma das novas funcionárias do CD estava desempregada há nove meses e conseguiu voltar ao mercado de trabalho com a instalação do empreendimento. “É a primeira vez que trabalho com a operação em um estoque verticalizado. Não imaginava voltar a trabalhar na minha área de imediato. Os outros colegas estavam na mesma situação e, graças a empresa, conseguiram voltar a trabalhar. É uma oportunidade única”, comentou. Os profissionais são colaboradores da CEVA Logistics, parceiro na operação da Bosch e responsável pelo planejamento, inventário, recebimento físico e documental, separação, embalagem e expedição dos produtos acabados da Bosch para distribuição em todo o nordeste brasileiro.

Cabotagem
A cabotagem é o transporte nacional de mercadorias realizado entre os portos costeiros do país por via marítima. De acordo com os dados divulgados pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), o porto pernambucano se manteve na liderança no transporte de cargas por cabotagem no primeiro semestre de 2016, entre os portos públicos do País. Entre os portos públicos e privados do País, Suape alcançou a 3ª colocação geral. Em 2016, dos 11 milhões de toneladas movimentadas no primeiro semestre, 7,6 foram do transporte por cabotagem.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente