O Porto de Paranaguá movimentou 4,4 milhões de toneladas de cargas no mês de novembro e já soma 48,8 milhões de toneladas no acumulado do ano, informou a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa). O acumulado dos 11 meses de 2018 é equivalente a 97% da quantidade movimentada em todo o ano anterior, quando o porto paranaense atingiu o recorde histórico de 50,3 milhões de toneladas transportadas.

appa granel navio
Movimentação de granéis é destaque em Paranaguá - Foto: Ivan Bueno/APPA

Leia também
* Empregos e tributos geram desenvolvimento de Paranaguá
* Cura para os portos brasileiros

A expectativa do Governo do Paraná é de ultrapassar a marca anterior e fechar 2018 com novo recorde de produtividade. "Todos os meses, em média, cerca de 4 milhões de toneladas de produtos passam pelo terminal. Temos feito um trabalho intenso para superar, mês a mês, nossas próprias marcas de movimentação", ressaltou o diretor-presidente da Appa, Lourenço Fregonese.

Os granéis sólidos somaram 32,6 milhões de toneladas movimentadas em 2018, superando a marca de 31 milhões de 2017 - aumento de 4% no comparativo. A soja continua sendo o principal produto transportado por Paranaguá. Entre janeiro e novembro deste ano foram 14,4 milhões de toneladas exportadas. Aumento de 32% no comparativo com o mesmo período de 2017, quando 10,9 milhões de toneladas foram escoadas pelo porto.

A exportação de farelos também cresceu. Foram 5,1 milhões de toneladas em 2018, contra 4,3 milhões no ano passado. Alta de 19% no período.

Nas importações, o maior crescimento foi na movimentação de trigo: 52%. Em 2017, foram 142.776 toneladas. Em 2018, são 216.787.

Paranaguá é o principal porto graneleiro da América Latina. Desde 2011, o Corredor de Exportação já registrou 45% de aumento no volume movimentado e hoje mais de 80% da produção de grãos das cooperativas são exportadas pelo porto.

Foi registrada também alta também na movimentação de carga geral. Foram 9,6 milhões de toneladas de produtos transportados entre janeiro e novembro deste ano - 10% mais que nos mesmos meses do ano passado (8,1 milhões).

Já a exportação de granéis líquidos, como óleo e outros derivados de petróleo, cresceu 10% de 2017 para 2018, passando de 1,5 milhão para 1,7 milhão de toneladas. Já a importação teve queda de 13%. Foram 5,5 milhões de toneladas entre janeiro e novembro do ano passado, ante 4,5 milhões neste ano.

Recordes
Ao longo dos últimos anos foram registrados 50 recordes históricos no Porto de Paranaguá. Ao todo, 17 marcas históricas foram batidas em 2017, incluindo operação diária, semestral e anual de soja e de veículos; volumes de graneis sólidos, líquidos e carga geral e fluxo de caminhões no pátio de triagem. Na operação quase todos os produtos movimentados pelo porto obtiveram recordes de movimentação, dinamizando e impulsionando a economia do Paraná.

O volume de movimentações no porto paranaense foi bem acima da média brasileira. Enquanto as exportações de produtos no Brasil inteiro tiveram crescimento médio de 7,2% em relação a 2016, de acordo com dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, as exportações por Paranaguá cresceram 17%.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s