Gisele Meter é empresária, psicóloga e autora dos livros "Consultoria empresarial - Métodos e cases dos campeões" e "A arte da guerra".

Engana-se quem pensa que não há um caminho a se trilhar, no que se refere a liderança feminina. No entanto, este caminho não é uma estrada pronta, e mais do que isso, para chegar onde deseja, você vai precisar abrir passagem, desbravar terrenos e construir sua trilha rumo ao sucesso mas antes, precisa saber se tem as ferramentas certas para pavimentar brilhantemente seu caminho.

A primeira coisa que se deve saber quando se trata de liderança, seja ela feminina ou masculina, é que quase tudo se trata de um jogo mental, onde você é seu próprio e maior adversário e neste nível do jogo vencer ou perder, só depende de você. Algo que sempre repito quando se trata de liderança é: Para liderar os outros, antes é necessário liderar a si mesmo, e isso implica em se conhecer, saber como age e o que quer para si. Outro ponto importante, é fundamental ter para si uma palavra que reúne tudo – Comprometimento.

Quando você decide se comprometer com algo, escolhe cruzar uma linha invisível entre ser uma pessoa para quem as coisas acontecem para se transformar em uma pessoa que faz as coisas acontecerem e isso significa assumir as rédeas das circunstâncias de sua carreira, de sua vida e muitas vezes da vida de outras pessoas.

Assumir um compromisso exige muita coragem e vontade de lutar por aquilo que quer, mesmo que essa luta seja contra o próprio medo. Comprometer-se é decidir seu desenvolvimento, aproveitar oportunidades e enfrentar seus medos mais profundos e justamente por isso é uma das primeiras coisas que se deve ter em mente quando decide fazer algo, seja ele o que for.

Mas não basta apenas se comprometer, é preciso ficar de olho no termômetro da persistência. De nada adianta se comprometer e faltar o combustível da persistência, te fazendo desistir no meio do caminho, gerando aquela sensação de frustração e incapacidade.

Algo que você precisa saber é que persistência nada tem a ver com teimosia. Persistir é encontrar caminhos alternativos para conseguir o que se quer, enquanto teimosia é fazer sempre do mesmo jeito esperando resultados diferentes.

Saiba que a tríade autoconhecimento – comprometimento – persistência, são a base para a construção de sua liderança e consequentemente do seu sucesso, mas isso não é tudo.

Uma armadilha que pode te levar ao fracasso na jornada, é não ter sua própria definição de sucesso. Saber que sucesso não é aquilo que os outros dizem, que a TV mostra ou que as redes sociais compartilham é de suma importância para se ter resultados satisfatórios pois, afasta você de comparações desnecessárias. Cada pessoa, deve ter para si sua própria definição de sucesso e se orientar pelo que acredita. Por exemplo: Existem pessoas que acham que sucesso é ganhar muito dinheiro, outras acreditam que é ter qualidade de vida, existe ainda as que afirmam que sucesso é fazer o que se gosta.

Independente de qual seja sua definição, busque por aquilo em que crê e não pelo que os outros dizem. Afinal de contas, é o seu futuro que está em jogo.