Vem do Ministério da Infraestrutura (MInfra) alguns ventos que mostram que o Brasil ainda tem jeito.

InfraWomenEnquanto paralisamos mentes e corações por tantas atrapalhadas, ver as ações do ministro Tarcísio de Freitas acaba sendo realmente um bálsamo em meio às trevas tupiniquins. Por isso, avilssareira a assinatura, na manhã desta segunda-feira (14/9), de um protocolo de intenções com o Infra Women Brazil, grupo sem fins lucrativos dedicado à promoção e incentivo da presença de mulheres no setor de infraestrutura. Para fortalecer a parceria, o grupo realiza até o dia 9 de outubro um ciclo de seminários alinhados à temática central “Mediação e Arbitragem na Administração Pública”.

Entre os pontos do acordo assinado estão a realização de estudos no setor de infraestrutura de transportes; o intercâmbio de conhecimentos, experiências e informações técnicas e científicas; implementação de boas práticas e dos meios para que sejam replicadas e disseminadas; entre outras ações de fomento no segmento.

A programação dos eventos prevê palestras e debates ministrados por autoridades e especialistas em mediação e arbitragem na administração pública, composto majoritariamente por mulheres. "A ideia dessa colaboração é promover ações conjuntas visando o desenvolvimento de projetos e a continuidade do fortalecimento da presença das mulheres no setor da infraestrutura de transporte", declarou a consultora jurídica do MInfra, Natália Resende.

O primeiro seminário foi realizado nesta segunda-feira sobre a escolha da Câmara de Arbitragem. Os próximos encontros tratarão da arbitrabilidade objetiva na Administração Pública; publicidade no âmbito da arbitragem com Administração Pública; peritos e assistentes técnicos; e checklist de cuidados em Medicações com a Administração Pública. Todas as palestras são virtuais.

>> Mais informação a respeito, confira aqui.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente