pessoa tocando em calculadora em fundo branco

Diversificar a carteira de investimentos é a principal orientação do mercado financeiro aos investidores que buscam estratégias para reduzir os riscos das aplicações. Mas saber por onde começar a diversificação é motivo de dúvidas, sobretudo, para quem está começando a investir.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) recomendam conhecer o seu perfil de investidor antes de definir onde aplicar o dinheiro.

Há três perfis: o conservador, que prioriza a segurança do investimento em relação à rentabilidade; o arrojado, que tem uma postura inversa, pois prefere produtos financeiros com maior capacidade de retorno financeiro, mesmo que sejam mais arriscados; e o moderado, que tenta equilibrar ambas as características.

De acordo com a CVM, investir implica riscos, seja em maior ou menor grau. Conhecer o perfil do investidor ajuda a entender qual é a sua tolerância às perdas e, assim, montar uma carteira de investimentos compatível com seus interesses.

Nesse sentido, a Anbima alerta que, além de saber qual é o perfil do investidor, é necessário estudar os produtos financeiros disponíveis para entender suas características e realizar uma escolha mais assertiva.

Entendendo os produtos financeiros

Os investimentos em renda fixa atendem os investidores conservadores, uma vez que oferecem maior segurança em comparação com outros produtos. Nessa modalidade estão os títulos públicos do Tesouro Direto, os Certificados de Depósitos Bancários (CDBs), as Letras de Crédito Imobiliário (LCIs), as Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs), dentre outros.

Já a renda variável inclui os ativos direcionados para investidores moderados e arrojados. Esses investimentos oferecem a possibilidade de um retorno financeiro maior e são mais arriscados em comparação com a renda fixa.

Os fundos de investimento imobiliário (FIIs) e os fundos de índice (ETFs) são as opções consideradas mais seguras da renda variável. Por isso, são recomendados para investidores moderados.

As ações possuem o grau de risco associado ao desempenho da companhia, logo, podem atender tanto o perfil moderado, quanto o arrojado. A oferta é abrangente, até a própria Bolsa de Valores (B3) tem papéis negociados no mercado, as ações B3SA3.

Para os investidores arrojados, há a alternativa de investir em criptomoedas. As moedas digitais têm alta volatilidade, o que confere a possibilidade de supervalorização em momentos de alta e maior risco financeiro em cenários de queda.

Como criar a carteira de investimentos

Após conhecer o perfil do investidor e entender as características dos produtos financeiros, é a hora de criar a carteira de investimentos. Para garantir a diversificação, a Anbima e a CVM alertam que é preciso escolher produtos com características diferentes.

Isso significa que um investidor conservador não deve aplicar todo o seu recurso na renda fixa, assim como, o investidor arrojado não pode ter uma carteira apenas com criptomoedas, por exemplo.

O ideal é investir de forma proporcional. O investidor conservador deve aplicar a maior parte do seu dinheiro em investimentos mais seguros, mas destinar um percentual menor para aplicações que tenham a capacidade de oferecer um retorno financeiro maior.

Da mesma forma, o investidor arrojado pode direcionar mais recursos para ativos rentáveis e arriscados, mas também deve proteger uma parte do patrimônio financeiro em um investimento seguro.

O investidor moderado também deve transitar entre a renda fixa e a renda variável, dividindo de forma mais igualitária os recursos entre as modalidades.

Em caso de dúvidas, é possível solicitar o auxílio dos profissionais da plataforma de investimentos onde o investidor tem conta para criar uma carteira diversificada.

 

 

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente