Quem deseja praticar atividades físicas deve saber que o material das roupas escolhidas, assim como o modelo, conta muito.

A legging é uma peça muito versátil: é possível utilizá-la no cotidiano, para trabalhar — especialmente em espaços tranquilos, como lojas ou alguns escritórios de publicidade, onde o conforto é regra —, para compor looks noturnos (basta um blazer a um salto alto) e para práticas esportivas.

Há quem prefira peças coloridas, que podem ser combinadas com camisetas ainda mais vivas, gerando uma tendência conhecida como color blocking, assim como há aqueles que gostam mais de modelos mais tradicionais, que servem como base para a criação de looks que vão do casual ao mais rebuscado.

Para quem gosta de usar as leggings para correr, as cores são uma questão de preferência: o que importa, nesses casos, é o material utilizado na confecção das peças. Falaremos mais sobre isso.

Materiais

O material mais comum é a poliamida, uma fibra sintética que, ao toque, é bastante macia. Trata-se de um tecido que também é bastante utilizado em lingeries, visto que se adequa às curvas do corpo e valoriza a silhueta.

É um tecido macio e ótimo para quem pratica atividades físicas. Se você gosta do visual monocromático, combine a legging com camisetas da mesma cor em tons diferentes, ou vá com o visual todo preto, que é um dos preferidos, uma vez que disfarça o suor e valoriza o corpo. Atenção: se estiver muito quente, escolha cores mais claras, já que o preto tende a aumentar a sensação de abafamento.

Legging de compressão

Feita com elastano e alguns outros materiais, a legging de compressão, como o nome sugere, se prende, com certa pressão, ao corpo. Isso faz com que ele fique mais modelado, o que certamente colabora para a manutenção da autoestima, mas pode ser um pouco desconfortável para quem não está acostumado.

Os tecidos de elastano ajudam a resfriar o corpo, o que faz com que sejam uma ótima companhia para quem pretende mexer os músculos e transpirar. A compressão, por sua vez, ajuda a manter o corpo "no lugar", o que pode diminuir a possibilidade de lesões. Trata-se de um material, portanto, que funciona bem para esportistas assíduos e para corredores ocasionais.

Para montar looks, pode ser mais interessante optar por uma camiseta mais larga, que ultrapasse a região dos quadris: assim, você se sentirá mais à vontade e não sentirá que o tecido está marcando demais as suas curvas. Fora da pista de corrida, a legging de compressão pode ser combinada com um belo par de tênis, botas e até com um trench coat charmoso.

Leggings de charged cotton

Você já ouviu falar do charged cotton? Material presente em muitas peças esportivas, é uma versão do algodão que possui secagem mais rápida que a do tradicional. Ou seja: transpirar realmente não é um problema.

O charged cotton é um material que pode ser encontrado em peças de cores bastante diferentes. Assim, as dicas de combinação já sugeridas permanecem.

Sobre atividades físicas, uma coisa deve ficar clara: os limites do corpo do esportista devem ser sempre respeitados. Quem não tem o costume de correr não deve se desafiar além da conta, uma vez que desrespeitar o ritmo do corpo pode gerar lesões, dor e, às vezes, traumas que podem impedir o retorno saudável à atividade.

Para correr de forma responsável, é preciso primeiro ir ao médico, receber a sua liberação e, então, investir no esporte em questão. Além da roupa, que ajuda na performance e no bem-estar, o atleta deve escolher um bom calçado, feito para a prática esportiva e com materiais resistentes.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente