Queda na Selic diminui os juros do financiamento imobiliário.

Nos últimos anos, os cortes consecutivos da Selic têm refletido no crescimento do financiamento imobiliário. A queda na taxa de juros tem estimulado as pessoas a investirem em imóveis.

O setor imobiliário aproveita a queda na Selic para oferecer financiamentos de imóveis com juros menores. Aqui, neste artigo, vamos mostrar como a Selic impacta diretamente na compra de imóveis.

Como a taxa Selic impacta investimentos em imóveis?

A Selic é a tarifa básica de juros da economia brasileira. Esse índice é usado como referência pelas instituições financeiras para a definição das taxas de operações, como o financiamento imobiliário.

O Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) realizou cortes na Selic com o intuito de forçar a queda de juros e, assim, estimular o consumo ao reduzir o valor de crédito. Dessa forma, mais pessoas tendem a buscar a realização de empréstimos e financiamentos.

Diminuição dos juros

Uma taxa de juros menor é o principal incentivo que os cortes da Selic podem trazer para o financiamento de imóveis. Bancos e financeiras tendem a diminuir as taxas dos financiamentos e abrem o leque para que mais pessoas possam realizar o sonho da casa própria.

Com a Selic baixa, as construtoras tendem a construir mais imóveis, e as instituições financeiras facilitam o financiamento com taxas de juros menores. Além dos financiamentos, a Selic impacta os consórcios, que tendem a diminuir os valores de taxas administrativas.

Liberação de linhas de crédito

Ao longo do ano, o governo federal liberou cerca de R$ 43 bilhões em linhas de crédito pela Caixa Econômica Federal. Com a Selic reduzida, o financiamento de imóveis de alto padrão torna-se mais viável.

Com a facilidade em obter linhas de crédito em bancos públicos, os consumidores podem perder o medo de apostar no financiamento. Isso também estimula a geração de empregos no setor de construção civil, influenciando diretamente na criação de novos postos de trabalho e na manutenção de vagas já existentes.

A Selic baixa pode diminuir as vantagens de comprar à vista. Se você está querendo financiar um imóvel, a taxa Selic baixa pode lhe trazer boas vantagens, o que não acontece com quem deseja comprar uma casa à vista.

Geralmente, com a Selic em baixa, como acontece neste momento, o financiamento tem condições mais vantajosas, e as construtoras priorizam essa modalidade em comparação com as vendas à vista. Isso porque as taxas de juros mais baixas são vantajosas para os consumidores.

Em um momento inverso, quando a Selic está alta, os juros maiores deixam os financiamentos menos atrativos, e isso faz com que as construtoras reduzam os preços dos imóveis em compras à vista para seguir estimulando as vendas.

Como a Selic influencia os programas habitacionais do governo?

De acordo com dados divulgados pelo Programa Minha Casa, Minha Vida, a cada 1% a menos na taxa de juros do financiamento, mais de 2,8 milhões de pessoas podem comprar um imóvel. Em outras palavras, a Selic baixa pode ajudar famílias de baixa renda a realizarem o sonho da casa própria.

Em geral, em programas habitacionais, como o Minha Casa, Minha Vida e o Casa Verde e Amarela, anunciado pelo governo para substituir o primeiro projeto citado, a taxa Selic não influencia diretamente na definição dos juros.

Isso acontece porque, nestes programas, as condições das taxas de juros são diferentes, sendo definidas de acordo com a renda familiar, ou seja, quanto menor a renda, menor a taxa, e vice-versa.

A Selic pode favorecer bastante o financiamento de imóveis, apresentando vantagens em diferentes casos. Quando está baixa, ela ajuda a diminuir os juros. Quando está alta, ela facilita a compra de um imóvel à vista.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente