Em levantamento do Ministério da Infraestrutura (MInfra), a Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) foi destaque nos dados econômico-financeiros por ter apresentado um desempenho operacional positivo. Na receita bruta de 2019, foi registrado um aumento de 21,5% em comparação a 2018. O resultado líquido decorreu do lucro alcançado de R$948 milhões no ano passado.

Na EBTIDA (sigla inglesa para 'Lucros antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização'), a CDRJ reverteu o déficit operacional apresentado em 2018. Os dados do Ministério apontam ainda que o aumento da EBTIDA da CDRJ se justifica pela reversão das provisões relativas às ações judiciais de aproximadamente R$1 bilhão.

Mesmo com a pandemia, o faturamento da CDRJ não foi fortemente afetado tendo em vista a alta do dólar e do preço do minério de ferro, variáveis que afetam diretamente a Receita auferida. Segundo o diretor-presidente da CDRJ, Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira: “O faturamento e a cobrança não foram comprometidos e vêm garantindo à companhia a entrada de recursos”.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas

O que você achou? Comente