A Opentech participou em outubro da Logistique 2018, a maior feira de logística e negócios multimodal do Sul do país e o segundo maior encontro do setor no Brasil. O evento reuniu em Joinville (SC) grandes players do transporte, logística, comércio exterior, tecnologia da informação e gerenciamento da cadeia de suprimentos.

De 23 a 25 de outubro, cerca de 15 mil visitantes passaram pelo Centro de Convenções da Expoville, no Norte catarinense, onde aproximadamente 80 empresas expuseram suas marcas e produtos.

Portfólio e lançamento de produto

Em sua primeira participação na Logistique, a Opentech apresentou o portfólio completo de soluções integradas para o gerenciamento logístico e de risco e anunciou para breve o lançamento de uma nova ferramenta para contratação automatizada de fretes.

Divulgado em primeira mão aos participantes da feira, o novo produto – que deve reduzir pela metade as demandas operacionais na hora de contratar o frete e trazer economias de até 20% nos custos com o serviço – está em preparação final para lançamento.

“Durante o evento tivemos a oportunidade de ressaltar a importância e a necessidade do uso da alta tecnologia como aliada na gestão dos processos operacionais. Também mostramos ao setor como é possível reduzir custos, ganhar tempo e otimizar as atividades de gerenciamento de toda a cadeia logística com investimentos em tecnologia”, diz o CEO da Opentech, Duani Reis.

A Opentech na Logistique 2018

Com mais de 3 mil clientes no país, a Opentech gerencia 300 mil viagens por mês e investe 15% do seu faturamento anual em pesquisa e no desenvolvimento de novos produtos capazes de atender às principais necessidades de embarcadores, transportadores e operadores logísticos.

Considerada uma das líderes nacionais no desenvolvimento de soluções para o mercado de gestão logística e gerenciamento de risco, a empresa também participou da programação paralela de palestras da Logistique 2018.

Na apresentação "Gerenciamento Logístico e de Risco integrados no transporte”, o CEO da Opentech, Duani Reis, abordou dois cases de sucesso: Adama e Hamburg Süd – vencedores do Prêmio Mover 2018, iniciativa realizada pela Opentech e que reconhece os clientes que obtêm os melhores resultados na gestão logística utilizando as soluções desenvolvidas pela empresa.

Desafios do mercado brasileiro

Para um auditório lotado, o executivo falou ainda sobre os desafios do mercado brasileiro, os custos logísticos, a falta de segurança nas estradas, a dependência brasileira do setor rodoviário e as vantagens da integração do gerenciamento logístico e de risco.

De acordo com Duani Reis, mesmo que o transporte multimodal cresça no Brasil, o caminhão ainda será necessário para fazer a primeira e a última ‘perna’ do trajeto, nos casos, por exemplo, de levar a carga até os portos.

“Para fazer uma gestão eficiente, o segredo está em casar todas as informações, desde antes do embarque até a entrega das cargas no destino final”, comentou, lembrando que a Opentech se dedica há 17 anos a soluções focadas na melhoria das operações de transporte. “Nos desafiamos a fazer mais e melhor com menos e a ajudar nossos clientes com produtos e serviços que viabilizem melhores resultados.”

 

Para saber mais sobre a Opentech, acesse www.opentechgr.com.br

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas

O que você achou? Comente