O Home Equity é um serviço oferecido por instituições financeiras e possui uma das menores, se não a menor, taxa de juros do mercado. O cartão de crédito lidera o ranking de maior valor cobrado, 16% ao mês, já o empréstimo com imóvel em garantia (Home Equity), cobra em média 1,5% ao mês.

Por ser pouco divulgado no Brasil o serviço é cercado de tabus e mentiras que são espalhadas através da internet. No mundo esse tipo de empréstimo é conhecido há algumas dezenas de anos e faz parte da realidade de muitas famílias.

O que é Home Equity?

Se você está se perguntando o que seria essa modalidade de empréstimo eu vou resumir rapidamente para você. Vamos supor que você precisa de uma grande quantidade de dinheiro, melhores formas de pagamento e taxas de juros disponíveis.

O serviço consiste em usar sua casa, apartamento ou comércio como garantia de empréstimo. O banco, em última instância, pode tomar o seu bem, mas o que ele menos quer fazer é isso, já que com o imóvel vem também todas as responsabilidades financeiras que o cerca. O que uma instituição financeira menos quer é arcar com esses compromissos.

Desvendando as 5 maiores mentiras que cercam o Home Equity

Por ser um serviço relativamente novo no Brasil, e ainda pouco difundido entre a população, muitas mentiras e meias verdades são espalhadas. Listei os 5 maiores boatos sobre o empréstimo com imóvel em garantia.

Começo a lista desmentindo a falácia de que esse tipo de empréstimo é extremamente difícil de ser aprovado. Está certo que o serviço é mais burocrático devido a complexidade do que está em jogo, mas a verdade é que se tudo estiver correto com o imóvel, as prestações em dia, toda a formalização dura em média 30 dias para ser completada.

Outro pensamento errôneo é que só porque o cliente vai deixar o imóvel como garantia de pagamento não precisa comprovar renda. Se tem uma coisa que o banco gosta é de dinheiro e por mais que seu bem seja usado como garantia a instituição financeira quer mais é que você arque com todos os compromissos financeiros assumidos.

O terceiro mito é que o imóvel que será usado deve ser obrigatoriamente seu. É totalmente aceitável que uma terceira pessoa possa “emprestar” um bem para que, em último caso, ele seja usado para quitar a dívida. Lembrando que todas as informações devem ser esclarecidas totalmente para que não haja dor de cabeça no futuro.

O penúltimo mito diz respeito à finalidade que o empréstimo deve ter. Pode parecer que o dinheiro deve ser usado para um único objetivo, mas na verdade ele pode ser empregado para qualquer objetivo. Reformar o imóvel, comprar um bem, realizar uma viagem, pagar os estudos, enfim fica a critério do cliente aplicar os recursos onde desejar.

Finalizando os 5 maiores boatos sobre o Home Equity é o fato de que você só pode contratar o serviço se não tiver nenhum empréstimo em seu nome. Você até pode contratar solicitá-lo com a finalidade de quitar outro empréstimo que tenha taxas de juros maiores.

Essas são as maiores dúvidas que cercam o empréstimo com imóvel em garantia. Como já citado pode parecer muito complexo, mas também pode ser a melhor solução para você que procura a melhor, diga-se, menor taxa de juros do mercado.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas