O futuro da indústria marítima e portuária em todo o mundo foi debatido no Global Maritime Forum, realizado em Cingapura nos últimos dias 30 e 31 de outubro. Entre os principais temas abordados, de acordo com as publicações da organização do evento, a autonomia de navios sem tripulantes, as cadeias globais de valor e a tecnologia para a geração de novos empregos se destacaram.

forumglobal
Imagem: https://www.globalmaritimeforum.org 

Acesse também
* WebSummit Arco Norte, Porta do Mundo
* Portos brasileiros atrasados na era tecnológica

A Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) informou que o presidente da entidade, Ted Lago, foi o único brasileiro presente e comemorou a oportunidade de trocar experiências com grandes players do segmento. “Precisamos digitalizar as cadeias de suprimentos globais, garantir eficiência e maior valor econômico agregado. Há oportunidades para ampla colaboração e uma linguagem comum em torno dos padrões digitais e governança de dados”, disse

tedlago it
Imagem: Governo do Estado do Maranhão

Veja também
* Flávio Dino: Gestão e ampliação do Porto do Itaqui, novos terminais privados, regularização fundiária e eficiência da malha multimodal que abastece o Maranhão
* Projeto de terminal em Alcântara consiste em SPE com porto, ramal ferroviário e potencial de aumento de 20% no PIB do Maranhão

Ted Lago ressaltou que o Porto do Itaqui conta com o aperfeiçoamento da logística portuária do Arco Norte e busca projetar o Maranhão no cenário internacional. "Atentos às questões ambientais, nos tornamos referência para outros portos com nossa certificação ISO 14001: 2015 e os ótimos resultados no Índice de Desempenho Ambiental (IDA) da Antaq. Temos padrões de gestão alinhados com as exigências dos mercados globais e da sociedade”.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s