O Complexo Industrial Portuário de Suape, em Pernambuco, registrou em 2016 um crescimento de 15% em relação a 2015, o que o alavancou para a quinta posição no ranking nacional de movimentação geral de cargas. Desde o início do ano o Governo de Pernambuco, por meio do secretário de Desenvolvimento Econômico, Raul Henry, vem pleiteando junto ao Governo Federal a reconquista da autonomia do Porto. O objetivo é readquirir a competência para condução dos estudos, a elaboração dos editais, a realização dos procedimentos licitatórios e a celebração dos contratos relativos aos arrendamentos portuários. Com a autonomia, Suape também passará a ser responsável pela aprovação das expansões e adensamento de áreas, além de prorrogações antecipadas de contratos em vigência. A expectativa é de que a portaria seja publicada ainda neste primeiro semestre.

Imagem

 

Entre as principais linhas de ação dos executivos de Suape está a aproximação com grandes empresas de transporte marítimo a exemplo da Hamburg Süd/Aliança e MSC (Mediterranean Shipping Company). As reuniões terão como foco a apresentação de Suape como um dos melhores portos públicos do país e o mais importante na região, com vocação para ser o porto concentrador de cargas (hub port) do Norte/Nordeste. Durante a feira, Suape também destacará os benefícios com a futura licitação do segundo Terminal de Contêineres, o Tecon II, que expandirá a capacidade total de movimentação de cargas de 700 mil para 1,7 milhão de TEUs (medida utilizada para calcular o volume do contêiner).

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s