A Maersk Line, empresa líder de transporte marítimo do mundo, inicia 2014 com a formação de uma empresa regional de transporte de contêiners para servir o crescente e promissor mercado interno das Américas, a SeaLand. Segundo a empresa, a nova filial terá uma estrutura semelhante a outras operadoras regionais de sucesso da Maersk que incluem a Ásia (MCC Transport) e a Europa (Seago Line).

 

Leia também
* Mercosul para aumentar comércio dos países da América do Sul

A SeaLand contará  local de vendas e pessoal de apoio posicionados no Norte, Central e América do Sul, assim como o Caribe, para atender às necessidades exclusivas de clientes em toda a região. Esta estrutura ágil proporcionará uma maior flexibilidade e nível de serviço com foco no cliente desses mercados locais.

Esta unidade nova iniciará suas operações em 1º de janeiro de 2015. A Maersk Line vai começar a transição de seus negócios no corredor entre as Américas do Sul e do Norte para a SeaLand ao longo deste ano. A equipe que será formada contará com cerca de 240 profissionais altamente qualificados, começará suas funções em julho próximo. A empresa, cuja sede será nos Estados Unidos (ainda sem local definido), será liderada pelo veterano da Maersk Line, Craig Mygatt, que atuará como CEO.

Mygatt informou que a empresa surge de uma demanda local, que necessita de uma uma maior estabilidade do serviço e compromisso. “Estamos ansiosos para desenvolver fortes relacionamentos duradouros do cliente como a nova organização SeaLand”, destacou. “Esta reorganização é um investimento no nosso negócio global. Ele melhora e fortalece serviço nesta região comercial importante e crescente”, disse Vincent Clerc, diretor comercial e de marketing da Maersk Line.

Robbert Van Trooijen, o chefe executivo da Maersk Line na América Latina e Caribe, observa que o novo compromisso intra-Américas vai ao encontro das necessidades dos clientes da América Latina, que pedem especialistas locais dos clientes, habilitados a agir rapidamente e responder às mudanças no mercado. “Temos uma longa história nesta região que vai definir as bases para o crescimento futuro”, concluiu.

 

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente