A Aliança Navegação e Logística realizou no dia 6 de maio, em uma única embarcação, o transporte de 49 mil toneladas de carga 100% doméstica, o maior volume já transportado pela marca brasileira.

Hamburg AliançaNavio Monte Sarmiento transportou 49 mil toneladas de carga 100% doméstica. Crédito: Divulgação.

A operação foi realizada no navio Monte Sarmiento, um porta-container que possui 272 metros de comprimento com uma capacidade de 5.560 TEUs. O volume transportado contava com aproximadamente 30 mil toneladas de alimentos secos e refrigerados, 3 mil toneladas de produtos de higiene e limpeza, 10 mil toneladas de matéria-prima para embalagem, além de outras mercadorias do segmento de construção. A carga de origem das regiões sul e sudeste teve como destino o norte e o nordeste do país.

O volume da carga reforça a importância da cabotagem para o abastecimento dos lares e mesas dos brasileiros, além de contribuir com o supply chain da indústria. Além disso, a navegação costeira apresenta um menor nível de emissão de CO² e proporciona mais segurança e menor risco de avarias às mercadorias. Outra vantagem é em relação aos custos logísticos, que podem chegar a uma economia de até 20% quando comparados a outros modais de transporte.

Por fim, é importante destacar o Brasil como um país favorecido para a navegação marítima. São cerca de 8 mil quilômetros de costa, que hospedam 34 portos e mais de 40 mil quilômetros de vias potencialmente navegáveis, incluindo portos fluviais.

Para Jaime Batista, gerente comercial de cabotagem, o atual cenário de isolamento tem sido desafiador para todos os segmentos, mas é gratificante ver a força do modal cabotagem nas estratégias operacionais das empresas. “Estamos vivendo um momento incomum e desafiador, a nossa equipe está atenta ao cenário com o propósito de oferecer soluções que permitam que nossos clientes mantenham a sua estratégia operacional ativa. Assim tem sido com a cabotagem, muitas empresas têm encontrado nela a solução para manterem os seus negócios e isso nos inspira a seguir em frente", afirma Jaime.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s