A Itaipu Binacional e o Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas (Undesa) lançam, nesta terça-feira (4/12), em Katowice, na Polônia, uma plataforma global para o compartilhamento de soluções alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) de números 6 e 7 (respectivamente, Água Potável e Saneamento, e Energia Limpa e Acessível).

ItaipuFoto: Divulgação/Itaipu.

A plataforma faz parte da parceria Soluções Sustentáveis em Água e Energia, firmada pelas duas instituições no último mês de março, na sede da ONU, em Nova York. A ideia é compartilhar conhecimentos, tecnologias e boas práticas, bem como promover capacitações e diálogos sobre a gestão da água e das fontes limpas de produção de energia, contribuindo com as metas da Agenda 2030 das Nações Unidas.

A expectativa é que a plataforma atraia a participação de governos, organismos ligados à ONU, representantes do setor privado, universidades e centros de pesquisa, e instituições de fomento e incentivo à inovação.

Além da cerimônia, a binacional irá promover dois eventos paralelos. No dia 5, às 9h30, no MCK Theatre, o painel com o tema “Soluções Sustentáveis em Água e Energia” contará com a participação de diretores da empresa e também de Liu Zhenmin, subsecretário geral para Assuntos Econômicos e Sociais da ONU, e Patrícia Espinosa, secretária executiva da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC).

No mesmo dia e local, às 18 horas, o tema será “Fomento à biodiversidade e infraestrutura verde”, com a participação de técnicos da Itaipu, além de Maria Alice Alexandre, do Instituto LIFE - Brasil, e Alex Guerra Noriega, diretor-geral do Instituto Privado para a Mudança Climática da Guatemala.

A Itaipu é a única empresa latino-americana parceira da UNFCCC na organização da COP 24. A participação da usina consiste em demonstrar a sustentabilidade da geração hidrelétrica. A ONU Mudanças climáticas, em artigo publicado no site da conferência, aponta que a empresa, embora tenha causado impactos em sua implantação, adotou medidas de compensação e hoje atua como promotora do desenvolvimento sustentável em sua área de influência, na região de fronteira entre Brasil e Paraguai.

Entre as ações da hidrelétrica, destacam-se a preservação de mais de 100 mil hectares de Mata Atlântica (que respondem pela fixação de mais de 5,9 milhões de toneladas de CO2 equivalente/ano); a recuperação e proteção de microbacias hidrográficas; a promoção de técnicas sustentáveis na agropecuária; o incentivo a fontes renováveis de energia como solar e biogás; e a adoção de veículos elétricos ou a biocombustíveis, reduzindo as emissões de gases de efeito estufa.

>> Saiba mais sobre a participação da Itaipu na COP 24 clicando aqui

A Itaipu
Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,6 bilhões de MWh. Em 2016, a usina brasileira e paraguaia retomou o recorde mundial anual de geração de energia, com a marca de 103.098.366 MWh. Em 2017, a hidrelétrica foi responsável pelo abastecimento de 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 86,4% do Paraguai.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s