As obras da segunda expansão do Porto do Pecém (CE) apresentam 81% de avanço total. Antes prevista para ser concluída até o fim deste ano, a obra de expansão do porto, que inclui pavimentação e uma nova ponte de acesso ao quebra-mar, deverá ficar pronta ao longo de 2018, segundo a Secretaria da Infraestrutura do Ceará (Seinfra). A nova ponte de acesso está com 30% de avanço nos serviços e segue em construção. A previsão é que a obra completa seja entregue até o fim de 2017.

Já o nono berço de atracação do terminal portuário, que apresenta 65% da obra executada, deve ser concluído ao longo de 2018, segundo o órgão. Os berços 7 e 8 foram concluídos no ano passado e a correia transportadora de minério de ferro, que abastece a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), foi entregue em agosto de 2016. De acordo com a Seinfra, atualmente, as obras da segunda expansão do Porto do Pecém apresentam 81% de avanço total.

Rodovia das placas
Também voltado para atender a CSP, a Rodovia das Placas (CE-576), que ligará a siderúrgica ao Porto do Pecém, conta atualmente com 20% de execução. A expectativa é que o trecho, que faz parte do Programa Viário de Integração e Logística – Ceará IV, seja concluído em fevereiro de 2018.

A Rodovia das Placas é considerada essencial para garantir a movimentação de caminhões pesados que transportarão as placas da siderúrgica ao terminal portuário. Com oito quilômetros de extensão, o trecho contou com um aporte financeiro de R$ 24,3 milhões, de recursos do Estado, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Outra obra rodoviária que beneficiará o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP) será a duplicação da rodovia CE-155, ligando o Porto do Pecém ao entroncamento BR-222, que terá 20 quilômetros de extensão. A obra já foi licitada e tem custo previsto de R$ 41,3 milhões. O prazo de conclusão é de 450 dias corridos, contados a partir do seu início da obra.

Porto de Rotterdam
Ainda no primeiro trimestre deste ano, o Porto do Pecém deverá se preparar para abertura de capital, cujo modelo ainda está sendo estudado. O anúncio foi feito pelo governador Camilo Santana, em dezembro passado. Inicialmente, o modelo de concessão estava previsto para ser anunciado em novembro, mas devido o momento econômico o governo resolveu adiar para este ano.

Um dos principais interessados na administração do Pecém é o Porto de Rotterdam, na Holanda, que prestou serviços de consultoria à Cearáportos, que administra o terminal. Com relação ao modelo de concessão, que deverá incluir a administração de todo o Cipp, o governo avalia a formatação de uma parceria público-privada (PPP), por exemplo. A modelagem ainda está sendo tratada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), e a expectativa é de que seja apresentada ainda em janeiro.