Christian Barbosa é CEO da Triad PS, empresa de consultoria de produtividade

Para que uma empresa funcione bem, é fundamental que à frente dos funcionários haja uma liderança produtiva. Mas o que fazer para ser um bom líder e estimular a equipe a alcançar os melhores resultados?

Muitas estratégias são interessantes e podem ser adotadas para esse fim. A seguir, destaquei três que considero primordiais. Confira:

1 – Adotar um sistema de gestão de atividades: Muitas vezes, um líder começa a delegar tarefas para vários funcionários assim que chega ao trabalho e, em seguida, vai fazer outras atividades. As chances de esquecer algo que ordenou no início do dia são enormes - e isso é natural, já que existem muitas responsabilidades no expediente. O problema é que as atividades esquecidas geralmente acabam sendo realizadas de última hora e se tornando urgências para o funcionário, a equipe e a empresa. Para evitar que isso aconteça, recomendo o uso de um recurso que ajude a delegar tarefas mais eficaz que a fala ou a troca de e-mails. Hoje, o mercado já dispõe de várias ferramentas que auxiliam no controle de tarefas, projetos e processos e, dessa forma, o gestor não precisa ficar o tempo todo perguntando sobre o andamento das atividades.

2 – Criar indicadores: É difícil saber se a equipe está melhorando sem mensurar desempenho, então ter um tipo de indicador é de extrema importância. Dependendo do tipo de negócio. Pode ser um indicador de vendas, de performance, de hora extra, urgências, volume de produção etc. Os indicadores permitem identificar se as coisas estão fluindo bem, se as pessoas estão sendo produtivas e se precisam de intervenções, treinamentos ou nova ferramentas para melhorar a performance.

3 – Ser intolerante à ineficiência: Suponhamos que uma equipe tem cinco colaboradores; entre eles, um improdutivo. Se esse funcionário não traz bons resultados há bastante tempo e o líder o mantém na equipe, os demais tendem a igualar seu desempenho ao do membro improdutivo. Ou seja, se você valoriza um profissional ineficiente tanto quanto os demais, a consequência é uma queda nos resultados. É dever do bom líder estar atento, especialmente, aos erros da equipe para que a qualidade do produto ou serviço oferecido ao público não seja comprometida. E, quando os erros acontecem, é necessário cobrar o time e, junto a ele, criar alternativas para corrigir e evitar que se repitam. Lembre-se: estar à frente de uma equipe é uma grande responsabilidade e, sem um líder eficiente, o trabalho de todos dificilmente renderá bons frutos.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente