• Há um estranho confronto de informações entre a diretoria da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) e a Granel Química envolvendo a capacidade de movimentação de líquidos no Porto de Santos.

  • No fim da semana, o Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região determinou o restabelecimento do alfandegamento ao considerar que o processo licitatório da área só estará completamente finalizado com a assinatura do contrato pela Ageo. Até lá, a Granel poderá operar normalmente o terminal