O serviço de sanitização de ambientes foi realizado na sede da Sociedade de Portos e Hidrovias do Estado de Rondônia (SOPH) na tarde desta quinta-feira, 02 como medida de prevenção e combate a transmissão do Coronavírus e outros agentes nocivos à saúde dos funcionários e terceirizados da empresa pública.

Segundo a bióloga Cristiane Lima Correa, responsável pelo Núcleo Ambiental da SOPH, em tempo de pandemia a importância de se utilizar um sanitizante químico biológico é essencial para combater bactéria, fungos e vírus em todo o ambiente de trabalho. “Aqui no Porto de Porto Velho, tal produto será aplicado com atomizador, em todo poligonal portuário, por técnicos especializados. Vale ressaltar que o produto está registrado no Ministério da Saúde”, afirmou.

A sanitização de ambientes aplicada combaterá agentes patogênicos como bactérias gram-positivas e gram-negativa, ácaros, fungos e vírus, contra as bactérias Staphylococcus aureus, Salmonella choleraesuis, Pseudomonas aeruginosa, Enterococcus hirae e Escherichia coli, fungos Aspergillus niger e Candida albicans, e as bactérias multirresistentes Acinetobacter baumannii, Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase (KPC) e Staphylococcus MRSA Staphylococcus aureus, salmonella choleraesuis, pseudomonas aeruginosa e H1N1/influenz, covid-19, entre outros, que artigos de limpeza comuns, como vassouras e detergentes, não são eficazes para eliminar essas ameaças invisíveis, então é preciso recorrer a equipamentos especiais. O produto sanitizante é livre de riscos, pois não é inflamável nem corrosivo.

Para o diretor presidente Fernando César Ramos Parente, a expectativa da medida adotada é diminuir os riscos daqueles que circulam pela sede administrativa. “Implantamos o home office para os funcionários que se enquadram nos grupos de risco e aqueles que estão com filhos em idade escolar. Aos que podem vir, estamos adotando o esquema de escala a fim de evitar a aglomeração de pessoas. Implantamos também o sistema de controle de ponto a distância e relatórios das atividades executadas, para dar mais transparência à gestão. Mantivemos 25% do quadro de funcionários operacionais diariamente, a fim de evitar a descontinuidade da movimentação das cargas. Nosso intuito sempre será preservar nossos servidores e a sanitização dos ambientes promoverá a manutenção de um recinto devidamente desinfetado”, declarou Fernando.

Assessoria de Comunicação –

Rafaela Schuindt

Jornalista MTB 977/RO

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente