O diretor presidente da Sociedade de Portos e Hidrovias do Estado de Rondônia (SOPH), Amadeu Hermes Santos da Cruz, recebeu, nesta terça-feira (21/01), o deputado federal Cel Chrisóstomo (PSL) no Porto Público de Porto Velho e tratou da implantação da Zona de Processamento e Exportação (ZPE) de Rondônia.

Porto Velho RondôniaCrédito: Governo do Estado de Rondônia.

Segundo Amadeu, uma unidade da ZPE no Estado pode reduzir desequilíbrios regionais, bem como, fortalecer a balança econômica. “Temos o exemplo positivo da unidade criada e em pleno funcionamento no Ceará. Podemos fazer isso por Rondônia. Trazer investidores, tais como separadores de minérios ou centros de processamento de grãos e assim, dar a isenção tributária na esfera municipal, estadual e federal. O fomento estará na criação de empregos diretos e indiretos e movimentação de riquezas, provocando desenvolvimento econômico e social do país”, detalhou.

O presidente afirmou ainda da possibilidade da aquisição de equipamentos que estão inutilizados e disponíveis na China e Canadá que podem ser utilizados para processar produtos, especificamente minérios e grãos. “Quando pensamos na quantidade de soja que já começou a ser produzida no entorno de Rondônia, levando em consideração aquela já produzida no Mato Grosso, temos Pando e Estado do Beni na Bolívia e o Peru que precisam desta rota do Arco Norte para escoar os produtos, podemos pensar adiante e processar esse produto internamente e nos tornarmos exportadores do item”, reforçou Amadeu.

O deputado federal Cel. Chrisóstomo declarou que todas as ações devem estar focadas no desenvolvimento do Estado de Rondônia. “Temos a premissa do foco no resultado, trabalhar pelo bem comum. Assumo o compromisso de identificar as reais necessidades para implantação da unidade e buscar meios para que se torne uma realidade em um curto espaço de tempo”, assegurou.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas