A Climatempo, maior empresa de meteorologia privada do país, acaba de conquistar mais um prêmio. A iniciativa WeTs (Weather Translator System), criada pela companhia para a CPFL Energia, foi consagrada campeã na categoria Projeto Inovador no prêmio Projeto e PMO do Ano, da revista Mundo Project Management. A premiação nacional valoriza empresas e profissionais que buscam resultados nos negócios a partir de práticas de gestão de projetos, programa, portfólio de projetos e design de soluções diferenciadas.

Apostando na inteligência artificial, o time de experts da Climatempo montou uma modelagem exclusiva para um sistema capaz de traduzir os impactos das condições do tempo no operacional da CPFL. “É uma honra muito grande receber esse reconhecimento pela nossa inovação em um projeto de pesquisa e desenvolvimento que nasceu dentro do Labs Climatempo, em parceria com a equipe da CPFL Energia. Desde a primeira fase, concorremos com grandes iniciativas realizadas por importantes corporações como a própria CPFL, a Unimed e a Leroy Merlin”, explica Gilca Palma, diretora de Inovação, Pesquisa e Desenvolvimento da Climatempo.

Labs Climatempo

A inovação tem sido uma importante base para os negócios da Climatempo no Brasil e na América Latina. Seu pioneirismo também chamou a atenção da norueguesa StormGeo, que adquiriu parte da empresa neste ano. A fusão entre as companhias representa um imenso ganho de tecnologia para fomentar a pesquisa e o desenvolvimento de novas soluções ainda mais eficazes e sustentáveis.

A base da inovação está concentrada no Labs Climatempo. Instalado em 2015 no Parque Tecnológico de São José dos Campos, o espaço é o berço de todos os produtos do portfólio da companhia. É lá que estão alocados os servidores de ponta da empresa e a equipe altamente especializada que atua em estudos de tempo severo, energias renováveis (eólica e solar), hidrologia, comercialização e geração de energia, navegação interior, oceanografia e cidades inteligentes.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas

O que você achou? Comente