• Um mercado considerado predominantemente masculino até alguns anos atrás, a atividade portuária conta cada vez mais com mulheres atuando em diversos setores, não só na área administrativa como também operacional e técnica.

  • A engenheira Carolina Parro foi nomeada gerente de Operações e Logística do Terminal de Contêineres de Paranguá (TCP), no litoral do Paraná, e quebra a hegemonia masculina na ocupação destes cargos. São poucas as mulheres que comandam empreendimentos relacionados ao setor logístico, justificando publicações que celebram sua nomeação

  • O segundo trimestre de 2019 registrou aumento da subocupação e da informalidade no emprego feminino. Segundo dados divulgados dia 15 de agosto pelo IBGE, no que diz respeito à taxa de subocupação (percentual de pessoas que trabalham menos de 40 horas semanais

  • Nas últimas décadas, as mulheres têm ganhado cada vez mais espaço no ambiente corporativo, antes dominado pelo sexo masculino. Há quem acredite que o mundo do trabalho já não faz distinções por gênero – mas não é bem isso que acontece quando se trata de cargos de liderança.