• Protagonismo na vida e na carreira

    Quando perguntaram a Freud sobre o que ele achava que uma pessoa normal deveria ser capaz de fazer bem, ele respondeu: “Lieben und arbeiten” (amar e trabalhar). Com essas duas palavras, o psicanalista mostra que o trabalho nos dá um lugar no tecido social, pois transcende a necessidade de sobrevivência fazendo de nós agentes transformadores da sociedade na qual estamos inseridos.