A expressão logística "reposição contínua" refere-se a uma ferramenta que tem por finalidade repor os produtos na gôndola de forma rápida e adequada à demanda, com os objetivos de minimizar estoques e faltas.

 

Veja Também

 

Gerenciamento do Sistema de Reposição Contínua

 

A Reposição Contínua pode ser gerenciada de três formas, de acordo com a responsabilidade do processamento das informações e pela decisão da reposição:
No varejo - Que é o modelo tradicional em que o varejo calcula a necessidade e envia um pedido ao fornecedor - é o RMI (Retail Management Inventory);
No fornecedor - Neste modelo o varejista informa ao fornecedor a posição de estoques, ou vendas, ou previsão de vendas: com esta informação disponível o fornecedor calcula a necessidade de reposição e avisa ao varejista;
No operador logístico - Neste modelo as decisões são tomadas pelo operador logístico de acordo com parâmetros definidos pelo fornecedor e varejista.

 

Vantagens da Reposição Contínua

 

Um comprador do varejo, no Brasil, é responsável por gerenciar cerca de 800 produtos. Durante sua jornada de trabalho ele não consegue gerenciar os estoques de todos estes produtos. Através da reposição contínua, o gerenciamento fica facilitado disponibilizando tempo para atividades de aumento de vendas e melhoria de rentabilidade. Algumas outras vantagens são:

  • Redução de falta de produtos nas lojas
  • Diminuição de estoques
  • Menores custos logísticos
  • Previsão de produção (no caso de fornecedores)

 

(Fonte: ECR Brasil)