Dia a Dia

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Aqüaviário e Aéreo, na Pesca e nos Portos (Conttmaf) vai ingressar, junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), com Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra dois dispositivos da Lei dos Portos (nº 8630/93) que discriminam os trabalhadores portuários aposentados – parágrafo 3º do artigo 27, e parágrafo único  do artigo 55. O ingresso da Adin pela Conttmaf é respaldado pela sua competência originária garantido pelo inciso IX, do Art. 103, da Constituição Federal.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
“Levanta-te e anda”, disse Jesus a Lázaro e, ao que parece, é o que pode acontecer na Cia. Docas do Espírito Santo (Codesa). Uma andorinha do mar amiga do PortoGente contou que durante a reunião do Conselho de Administração da Codesa (Consad), que acontece nesta quarta-feira (12), os conselheiros deverão debater a criação de uma nova diretoria na empresa. Até o momento ninguém sabe dizer do que irá tratar esta diretoria, mas já tem muita gente de nariz torcido.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Corajosa. Foi assim que algumas pessoas do mundo portuário definiram a posição do ministro-chefe da Secretaria Especial de Portos, Pedro Brito, em falar que vai mudar o sistema de condução e atracação de embarcações nos portos, conhecido como praticagem, já a partir do próximo ano. Muitas dessas pessoas preferem não dar opinião agora. Querem ver o barco correr.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Parece que os ânimos entre portuários e Cia. Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) estão se acalmando. É que o sindicato dos trabalhadores foi chamado, ná última semana, pelo presidente da empresa, Jorge Mello, para uma conversa. Na ocasião, ficou definida a criação de uma Comissão Paritária, que irá elaborar o Plano de Cargos e Salários dos portuários cariocas. Há informações de que esta será a primeira do País.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
No Porto de Ghent, situado na maior cidade universitária da região de Flanders, foi possível verificar, ao longo dos seus 27,4 km de cais, processos de transformação industrial entrelaçados com a principal rede logística da Europa. Sua característica é muito forte como porto-indústria. Um exemplo bem elucidativo é a transformação de sucata de automóveis em aço para fazer outros autos no próprio porto.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é a opinião do Portogente

O que você achou? Comente