A ideia é ter um guarda-roupa minimalista e versátil.

O armário cápsula é um conceito criado por Caroline Joy, uma blogueira, com o intuito de diminuir aquele monte de peças sem uso ou que não combinam com seu estilo. Ela mostrou que é possível viver bem com cerca de 37 itens, entre roupas, sapatos e acessórios, para cada estação do ano.

A ideia consiste em fazer combinações legais para as mais variadas ocasiões e deixar tudo muito organizado. Você pode até substituir o guarda-roupa tradicional por araras de roupas, nas quais consegue visualizar e encontrar tudo o que precisa rapidamente.

Função do armário cápsula

Diminuir o número de roupas sem uso: este é o principal objetivo do armário cápsula — por isso, ele entra no conceito minimalista. A ideia é estimular uma vida mais simples e mostrar que você pode criar muitos looks incríveis com poucas peças disponíveis.

Vale comentar que são incluídas apenas as roupas para sair de casa. Na contagem total das peças, não estão os pijamas e o que você usa para descansar em seu lar. Além disso, o guarda-roupa cápsula também serve para entender melhor seu estilo e não se deixar levar por tendências de moda que nada têm a ver com você.

Dicas para organizar seu guarda-roupa cápsula

Se você quer montar um guarda-roupa cápsula, saiba que não precisa comprar um móvel novo. Você apenas vai organizar melhor aquele armário que já possui em seu quarto.

Tire todas as roupas do armário

Categorizar e praticar o desapego: esta vai ser sua primeira etapa. Até porque, como você leu no começo deste texto, o armário cápsula é dividido por estações do ano.

Jogue tudo que você tem em cima da cama e monte algumas pilhas, divididas em categorias como “nunca usei”, “usei pouco”, “não serve mais”, “uso sempre” e “está muito velho”. Cuidado para não se apegar a peças que você nem usa mais. Se ficar dividida, vale inserir a pilha “estou em dúvida”.

Entenda seu estilo

Com todas as roupas fora do armário, é hora de entender seu estilo. Você é uma pessoa mais casual, gosta de roupas coloridas ou dá preferência por um único tom? Prefere estampado ou liso? Uma observação rápida na pilha de mais usados vai te trazer a resposta.

Feito isso, supondo que você ama looks coloridos, é óbvio que não vai usar tantas roupas pretas, então, pode diminuir a quantidade delas.

Aposte nas peças versáteis

Dê preferência por roupas mais versáteis, que podem te acompanhar em diferentes ocasiões e serem combinadas com peças diferentes. Aquela camiseta básica, por exemplo, deve estar presente no seu armário.

Antes de guardar tudo de volta, tente fazer combinações. Quais camisetas ficam melhores com a calça jeans? Quais delas também podem ser usadas com saia ou shorts?

Separe as roupas por estação do ano

Foque na pilha “uso sempre” e nas roupas salvas da categoria “estou em dúvida”. Separe-as de acordo com a estação do ano e o clima da sua cidade. Por exemplo, verão e primavera pedem peças mais leves, então, shorts, saias e vestidos podem estar aqui. Por outro lado, casacos pesados, jaquetas e botas combinam mais com o inverno ou o outono.

O que fazer com as roupas que combinam com todas as estações? Afinal, há quem goste de usar shorts ou saias com meia-calça, tornando a peça versátil para o ano todo. Nesse caso, deixe-as sempre por perto, com fácil acesso no guarda-roupa, pois o uso frequente é garantido.

Entra peça nova, sai uma velha

Montar um armário cápsula não significa que você nunca mais vai comprar roupas. No entanto, se não prestar atenção, logo estará com um monte de itens entulhados. Para manter o conceito minimalista, você terá que se desfazer de uma roupa mais velha sempre que adquirir uma nova.

Vale observar aquela camiseta que está desgastada, uma peça que não serve mais ou outra que perdeu a utilidade, pois você mudou de estilo. Separe-as para doação ou use-as em casa, como pijama.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente