Depois de um período consecutivo de alta, os motoristas da Região Sul tiveram o fôlego renovado com a baixa no preço dos combustíveis, revela o último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). Em junho, com exceção do gás veicular natural (GNV), os preços nas bombas recuaram em média 2% em todos os Estados. Já o etanol, mesmo com o recuo de 2,4%, tem na região o litro mais caro do País, no Rio Grande do Sul, com média de R$ 4,235.

"A alta variação de preços continua a chamar atenção nos postos da região. No caso do etanol, a diferença chega a 45%, quando é comparada à média do litro vendido no Paraná, de R$ 2,928, com a de R$ 4,235, no Rio Grande do Sul. Com a gasolina não é diferente, e os preços variam em média 11%", comenta o Diretor-Geral de Frota e Soluções de Mobilidade da Edenred Brasil, Jean-Urbain Hubau (Jurb).

No recorte regional, os postos gaúchos, mais uma vez, lideram com os maiores preços para todos os tipos de combustível, mesmo com o recuo de 3% na gasolina (R$ 4,652) e de 1,5% no etanol (R$ 4,235). Santa Catarina segue liderando o ranking da gasolina mais barata, com o litro vendido a R$ 4,177. No Paraná, foram encontradas as médias mais baixas para o etanol, diesel comum e diesel S-10, comercializados a R$ 2,928, R$ 3,349 e R$ 3,426, respectivamente.

No contexto nacional, a esperada baixa chegou às bombas, reflexo das medidas de manutenção nos valores. Em junho, o diesel recuou 2,43%, com o litro vendido à média de R$ 3,729.

A gasolina ficou 1,34% mais barata, com média de R$ 4,641. Já o etanol (R$ 3,614), com o recuo de 2,6%, destaca-se pela variação de preços que chega a 23%, quando se compara a média da Região Sudeste (R$ 2,952) com a da Região Norte (R$ 3,873). Na contramão do movimento de baixa, o GNV avançou 0,66%, comercializado a R$ 3,341, ante os R$ 3,319 do mês anterior.

Em Porto Alegre

Na capital gaúcha, abastecer com gasolina na zona norte sai mais barato para os motoristas. A diferença chega a 2%, com o litro vendido a R$ 4,52, ante os R$ 4,596 dos postos do Centro. Já na zona leste, o etanol foi mais vantajoso, com a média de R$ 4,103, ante os R$ 4,136 da zona norte. O IPTL também revela que as análises das principais regiões da cidade mostram que, pelas médias contabilizadas, a gasolina manteve a margem de vantagem acima dos 70% do preço médio do etanol, uma opção mais econômica para os motoristas.

O IPTL é um índice mensal de preços de combustíveis levantados com base nos abastecimentos realizados nos 18 mil postos credenciados da Ticket Log, que traz grande índice de confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo. A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com 25 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas