Foi assinado contrato de venda do total de ações da Odebrecht TransPort no RIOgaleão para a empresa chinesa HNA Infrastructure. A transação está sujeita a algumas aprovações, como da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

                                         Imagem

Leia também

O avanço da CMA CGM e os obstáculos logísticos para a América do Sul

O RIOgaleão é responsável pelo Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro. É um grupo onde, atualmente, 51% das ações pertencem às empresas Odebrecht TransPort e Changi Airports International (CAI). A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) tem 49% de participação.

Conforme a presidenta da Odebrecht TransPort, Juliana Baiardi, a venda ocorre após a entrega da etapa mais importante de investimentos no aeroporto, que foi a ampliação e modernização para receber os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

A negociação integra o plano estratégico de reestruturação da empresa que segue reavaliando a sua permanência parcial ou não nos ativos.