Terça, 05 Julho 2011 01:59

Os fatores do desenvolvimento do comércio internacional (2)

  •    

Caros leitores,
Hoje, daremos seqüência na série sobre os fatores que contribuíram para o desenvolvimento do comércio internacional.

***********************************

* Os fatores do desenvolvimento do comércio internacional

Nesta nova série, iniciaremos pelas rotas de comércios dos fenícios e seus entrepostos que datam de 2.000 anos AC. A Fenícia era uma pequena faixa de terra fértil entre o Mar Mediterrâneo e os montes Líbano.

A existência de madeira de lei, Cedro do Líbano, e a pequena extensão territorial são os fatores que a história atribui o desenvolvimento da construção naval e o posterior comércio, que caracterizaram a civilização fenícia.

O domínio dessa técnica permitiu a construção de frotas poderosas que navegaram pelo Norte da África, Sul da Europa, Mar Negro ultrapassando as Colunas de Hércules (estreito de Gibraltar) até as ilhas do estanho, a Inglaterra.

O comércio era o objetivo principal dessa navegação e por esse motivo construíram entrepostos e  armazéns ao longo de suas rotas, como Marselha, Tanger, Cartago, Euxino no Mar Negro e Biblos, Sidon e Tiro foram sucessivamente capitais do império comercial. Como bons comerciantes evitavam os inimigos poderosos, os quais  que preferiam enfrentá-los através comércio do ouro do que pela força da espada.

Os fenícios conheciam bem a técnica de navegação se orientando pelas estrelas, pelas correntes marítimas e pela direção dos ventos. Essa condição que permitiu a navegação até através do Oceano Atlântico, existindo indícios que estiveram no Brasil, Nordeste e Amazônia.


Rotas das linhas de navegação comerciais dos fenícios no Mediterrâneo


Embarcação fenícia


Moeda fenícia

Referência bibliográfica
http://nascidosemsalvador.blogspot.com/2011/05/africanidades-na-formacao-da-bahia.html

http://doc.jurispro.net/data/artpt.xml